Inovação não é novidade

O QUE ESTÁ POR TRÁS DESSA PALAVRA QUE ENCONTRAMOS EM PESQUISAS CIENTÍFICAS TANTO QUANTO EM PLACAS NA RUA?   Finalmente parece que inovação é a palavra da vez. Mas é claro, sendo assim pela força do mercado e...
LEIA MAIS

Contradesign: os ventos estão mudando

Estamos em uma mudança de era para o Design. Há alguns anos, os métodos e as principais vertentes da disciplina enfrentam uma transformação pautada pela informação. Novos nichos surgiram, como a abordagem do Design Thinking, Arquitetura de Informação, Visualização de...
LEIA MAIS

Domínio Público: um tesouro quase esquecido

Muito se pode falar sobre desigualdade e falta de oportunidade no mundo atual. Vivemos num oceano de marcas, produtos, patentes e bens de consumo com territórios muito bem demarcados. Dentro dessa lógica, algo tão prosaico como divulgar três círculos preenchidos...
LEIA MAIS

Por que gostamos tanto de listas?

EM VEZ DE PROCURAR INFORMAÇÃO, PROCURAMOS OPINIÃO   Muita gente, informação, ruído, produto, propaganda, novidade. Não é à toa que ultimamente vemos listas de tudo. A ansiedade de filtrar, o alívio de estar seguro com uma informação mastigada e organizada. Esse é...
LEIA MAIS

A essência da fotografia nunca foi estática

Em tempos em que algumas das maiores redes sociais e sites de conteúdo baseiam-se de forma importante em fotos, a identidade aparentemente estática da fotografia começa a ser revisitada. Nascidos em um meio de fluxo de informação desimpedido, Instagram, Twitter, 9gag,...
LEIA MAIS

5perguntas / José Michel – o movimento Maker

José Michel é engenheiro civil e pioneiro do chamado movimento Maker no Brasil. Há muitos anos acostumado com as agruras de se criar inovações industriais por aqui, Michel usou suas experiências nos anos de projetos especiais para se dedicar aos projetos pessoais...
LEIA MAIS

Do ideal ao material – um percurso criativo

Quantas vezes você já parou pra refletir sobre seu processo criativo? Esse foi meu desafio por duas semanas, tempo em que criei e documentei algo partindo do zero. Do ideal ao material. Você tem três maneiras de ler esse texto (Nem preciso dizer qual a minha...
LEIA MAIS

O potencial da multidão está em encontrar cada ponto

Análise de Redes Sociais: é o estudo e compreensão de estruturas representativas de ligações abstratas e concretas entre algo(s), alguma(s) coisa(s) ou alguém(uns/umas). É uma ciência recente. Muitas descobertas das últimas décadas estão mudando a forma como...
LEIA MAIS

Economia bastarda (Parte II)

(Leia primeiro a Parte I) Que fazer, já que estamos esgotando todos os recursos (sem trocadilhos)? É importante dizer que o novo paradigma não virá através de uma intervenção como a que fez, por exemplo, Richard Nixon na década de 1970, quando desvinculou o dólar do...
LEIA MAIS

O futuro da música é o passado

PELA PRIMEIRA VEZ EM 100 ANOS O ARTISTA TEM A CHANCE DE TOMAR AS RÉDEAS DO MERCADO DA MÚSICA   Na virada do milênio, um palpite bateu à porta de Shawn Fanning e ele criou o Napster. Usando tecnologias de rede, o aplicativo fazia algo tão simples, mas tão simples...
LEIA MAIS

Uma nova era para quem gosta de fazer

COMO A CULTURA DE REDE, O COMPARTILHAMENTO ABERTO DE INFORMAÇÃO E O ACESSO À TECNOLOGIA ESTÃO VIABILIZANDO A CULTURA DO EXECUTOR.   O apreço pelo fazer andava meio de lado nos últimos anos. Nesse último século, marcado pela massificação a indústria, não...
LEIA MAIS

Holocracia – o fenômeno dos coletivos

Assim como muitas organizações coletivas que florescem atualmente, os coletivos povoam centros urbanos, trazendo novas perspectivas para a criatividade.  Pode parecer um fenômeno recente, talvez surgido com as manifestações culturais das décadas de 60 e 70, mas a...
LEIA MAIS

Viver, fazer, morrer – desfazer

Quem presta atenção na maneira como mudamos nossa relação com o tempo nas últimas décadas deve ter percebido outro fenômeno. Com a aceleração exponencial com que estamos mergulhando no oceano tecnológico, nossa tolerância e paciência com coisas (antes) banais está...
LEIA MAIS

Ocupe o presente

É MUITO MAIS FÁCIL IMAGINAR O FIM DO MUNDO QUE IMAGINAR O FIM DA ORDEM ATUAL Michael Hardt Quais os sintomas de uma nova ordem? Sabemos o suficiente sobre os processos históricos para saber se estamos à beira de uma nova ordem, uma revolução? Certamente teríamos...
LEIA MAIS

Os mitos que ajudam a entender a nossa época (Parte II)

[Parte II] Esse texto é a sequência da Parte I 4. Expurgo humano Pois bem, finalmente podemos dizer com base científica que o ser humano está esgotando o planeta. Esse fato veio a tona de forma muito sutil e simbólica – à parte guerras, poluição, pobreza e doença –...
LEIA MAIS

A política de hoje é o abismo entre pessoas e escolhas

ESSA É UMA CRISE DE REPRESENTATIVIDADE, MAS NO CASO DO BRASIL É MAIS, É UMA CRISE DE IDENTIDADE   Esse é um texto leigo, ainda bem. Sem pretensões, sem "mídias" e médias. Sua mídia é ele mesmo, suas palavras escolhidas para que continue assim: leigo e médio. Ainda...
LEIA MAIS

O indecifrável mapa de uma jornada criativa

VIVER UMA JORNADA CRIATIVA PODE SER LIBERTADOR.   Toda forma de arte é, de certa forma, autoral. Dentre todas elas, escrever um livro torna-se um mergulho profundo e detalhado em outro universo. Existem muitos exemplos conhecidos de livros e manuscritos que...
LEIA MAIS

As algemas inteligentes da mobilidade

DEPENDEMOS DOS OBJETOS QUE INVENTAMOS PARA DEPENDER DE NÓS   Os instrumentos necessários para estarmos sempre conectados e alimentando nosso status na coletividade são muitos. Em termos de tecnologia, eles existem há milênios e servem muitas vezes também como...
LEIA MAIS

Criatividade é um trabalho coletivo?

É POSSÍVEL PARA A MULTIDÃO CRIAR ALGO DE QUALIDADE?   A multidão de dados e de participantes já é realidade. Com novas tecnologias de inter-conexão e redes de informação, crescem as possibilidades para o uso dessa multidão como fonte de multidados. O termo...
LEIA MAIS

Aceitar nossa morte virtual nos deixará descansar em paz

COMO MORREM AS COISAS NA INTERNET? OU MELHOR, COMO VIVEM?   Como morrem as coisas na Era da Informação? Muitas respostas passariam por fracassos comerciais, substituição, obsolescência; outras pelo esquecimento ou um simples botão de excluir. Melhor seria...
LEIA MAIS

Designers projetam para o que não importa

DESIGN É A CAPACIDADE DE MODIFICAR OS AMBIENTES PARA SATISFAZER NECESSIDADES E CRIAR SIGNIFICADO John Haskins   Se essa definição do design estiver próxima da correta, então estivemos fazendo um péssimo trabalho nos últimos 100 anos, pelo menos. Em todos os aspectos....
LEIA MAIS

Os mistérios da proporção que rege a vida e a evolução

AO OLHARMOS PARA QUALQUER PESSOA, ELA ESTÁ LA: EM NOSSA PRÓPRIA CONSTITUIÇÃO   Quando mergulhamos mais e mais na complexidade que nós mesmos criamos – e retro-alimentamos – caímos rapidamente em um paradoxo: essa complexidade está sendo criada ou já existia e...
LEIA MAIS

Contar uma história muda com a história

AS NARRATIVAS DÃO SENTIDO ÀS NOSSAS VIDAS   Um homem do neolítico, esbaforido, pula pedras e arbustos com grande agilidade. Entre folhas e pedregulhos, foge de uma besta imensa, quase dez vezes maior que ele. Quando se esconde em uma rocha elevada, avalia sua...
LEIA MAIS

5perguntas / Alex Bretas e o multiverso da aprendizagem

Não há como negar as turbulências por que passa a Educação atualmente, espremida entre novas lógicas de acesso à informação e questionamentos sobre formatos e processos. É claro que em um ambiente de turbulências as pessoas buscam alternativas. É nesse contexto que...
LEIA MAIS

Paranóia do autoconsumo

ENTRAMOS NESSE CICLO PERDIDO EM PETABYTES DE DADOS, CONSUMINDO A NÓS MESMOS EM FORMA DE PEDAÇOS DE AUTOAFIRMAÇÃO EM QUE NOSSOS AMIGOS DÃO UM “LIKE”. A paranóia surge como uma parasita de muitas bocas. Mas duas são bem visíveis e são, também, dois terminais da rede...
LEIA MAIS

Educar ou aprender?

QUESTIONAR A EDUCAÇÃO É QUESTIONAR A SI MESMO   Na trilha dos novos questionamentos sobre a educação, documentários e artigos, muitos deles independentes, têm levantado o sinal de alerta no Brasil. Ainda que tardiamente, esses questionadores foram incitados por...
LEIA MAIS

Seremos coisas na internet das coisas?

ATÉ ONDE OS MILHARES DE SENSORES PODEM NOS DIZER O QUE REALMENTE IMPORTA? Geladeiras, mesas, quadros, aparelhos de som conectados. Isso sem falar de objetos em linhas de produção, despósitos, estradas e uma infinidade de outras possibilidades. Anunciada como tendência...
LEIA MAIS

Criatividade ocupa espaço

COMO CONSTRUIR UM LUGAR QUE ESTIMULE A CRIATIVIDADE?   Não é de hoje que o local de trabalho de artistas e pessoas consideradas criativas causa fascínio. Todos pensam encontrar nesses lugares algo que os empreste o que admiram em seus donos. Ou talvez queiram ser...
LEIA MAIS

9 Ferramentas de Criatividadade em 5 combinações/ 2013

As melhores ferramentas online para criatividade até 2013, combinadas.     1) Mural.ly + Slack   Uma das melhores ferramentas colaborativas da atualidade, o Murally pretende ser um quadro em branco online onde os participantes jogam textos, imagens,...
LEIA MAIS

Só empatia não é suficiente (mas é um bom começo)

A EMPATIA TEM ALGUMAS CARACTERÍSTICAS INFELIZES – É PAROQUIAL, TACANHA E ANALFABETA FUNCIONAL. Paul Bloom   Conforme o pensamento do Design ganha relevância, também entram em cena termos e conceitos que são usados pelos designers para atuar de forma centrada no...
LEIA MAIS

CRIATIVIDADE PARA TODOS

Uma curadoria online de ferramentas para todo tipo de criatividade!

CONHEÇA

Você não precisa errar para inovar

Um dos aspectos mais interessantes que têm surgido atualmente é a nova abordagem em relação ao erro. Artigos e falas calorosas associam a inovação ao erro contínuo e suas implicações. Inovar, segundo essas dissertações, é aprender a errar. Muito cuidado. Ao contrário...

ler mais

Educar ou aprender?

QUESTIONAR A EDUCAÇÃO É QUESTIONAR A SI MESMO   Na trilha dos novos questionamentos sobre a educação, documentários e artigos, muitos deles independentes, têm levantado o sinal de alerta no Brasil. Ainda que tardiamente, esses questionadores foram incitados por...

ler mais

Designers projetam para o que não importa

DESIGN É A CAPACIDADE DE MODIFICAR OS AMBIENTES PARA SATISFAZER NECESSIDADES E CRIAR SIGNIFICADO John Haskins   Se essa definição do design estiver próxima da correta, então estivemos fazendo um péssimo trabalho nos últimos 100 anos, pelo menos. Em todos os aspectos....

ler mais

Viver, fazer, morrer – desfazer

Quem presta atenção na maneira como mudamos nossa relação com o tempo nas últimas décadas deve ter percebido outro fenômeno. Com a aceleração exponencial com que estamos mergulhando no oceano tecnológico, nossa tolerância e paciência com coisas (antes) banais está...

ler mais

Saiba mais sobre inovação&criatividade.

Nunca mandamos spam. Abominamos spam. Aliás, se lembrarmos de enviar alguma coisa, deve ser algo muito, mas muito bom mesmo!

Inscrito com sucesso!