Lâmina e cálice – o novo Design contra velhos paradigmas

Qual é o desígnio do homem? Parece exagerado relacionar uma disciplina como o Design – pelo menos como é popular atualmente – a uma das questões mais essenciais da história humana; no entanto, faz todo sentido: desde os primórdios, quando o ser humano cria, ou melhor...
LEIA MAIS

Viver, fazer, morrer – desfazer

Quem presta atenção na maneira como mudamos nossa relação com o tempo nas últimas décadas deve ter percebido outro fenômeno. Com a aceleração exponencial com que estamos mergulhando no oceano tecnológico, nossa tolerância e paciência com coisas (antes) banais está...
LEIA MAIS

Por que gostamos tanto de listas?

EM VEZ DE PROCURAR INFORMAÇÃO, PROCURAMOS OPINIÃO   Muita gente, informação, ruído, produto, propaganda, novidade. Não é à toa que ultimamente vemos listas de tudo. A ansiedade de filtrar, o alívio de estar seguro com uma informação mastigada e organizada. Esse é...
LEIA MAIS

De quem é a ideia?

NINGUÉM CONSEGUE TER, AINDA, A DIMENSÃO DA INTELIGÊNCIA DAS MULTIDÕES.   Os meios de produção em massa de conhecimento começam a atingir o usuário médio de internet. O tempo necessário para aprender a produzir e compartilhar informação é muito menor hoje que há...
LEIA MAIS

Economia bastarda (Parte II)

(Leia primeiro a Parte I) Que fazer, já que estamos esgotando todos os recursos (sem trocadilhos)? É importante dizer que o novo paradigma não virá através de uma intervenção como a que fez, por exemplo, Richard Nixon na década de 1970, quando desvinculou o dólar do...
LEIA MAIS

O indecifrável mapa de uma jornada criativa

VIVER UMA JORNADA CRIATIVA PODE SER LIBERTADOR.   Toda forma de arte é, de certa forma, autoral. Dentre todas elas, escrever um livro torna-se um mergulho profundo e detalhado em outro universo. Existem muitos exemplos conhecidos de livros e manuscritos que...
LEIA MAIS

As algemas inteligentes da mobilidade

DEPENDEMOS DOS OBJETOS QUE INVENTAMOS PARA DEPENDER DE NÓS   Os instrumentos necessários para estarmos sempre conectados e alimentando nosso status na coletividade são muitos. Em termos de tecnologia, eles existem há milênios e servem muitas vezes também como...
LEIA MAIS

Aceitar nossa morte virtual nos deixará descansar em paz

COMO MORREM AS COISAS NA INTERNET? OU MELHOR, COMO VIVEM?   Como morrem as coisas na Era da Informação? Muitas respostas passariam por fracassos comerciais, substituição, obsolescência; outras pelo esquecimento ou um simples botão de excluir. Melhor seria...
LEIA MAIS

9 Ferramentas de Criatividadade em 5 combinações/ 2013

As melhores ferramentas online para criatividade até 2013, combinadas.     1) Mural.ly + Slack   Uma das melhores ferramentas colaborativas da atualidade, o Murally pretende ser um quadro em branco online onde os participantes jogam textos, imagens,...
LEIA MAIS

Ideia tem dono: como um velho paradigma represa dignidade, acesso e diversidade

Tudo data de uma época específica, e, apesar de ter gente que adora datas específicas, é muito mais razoável ficar com a época mesmo, já que as influências de datas específicas em geral são mais importantes que elas. Nessa época, entre os séculos XVIII e XIX foram...
LEIA MAIS

Criar é muito simples

O ATO DE CRIAR NÃO É NECESSARIAMENTE O DE FAZER ALGO INÉDITO. A criatividade é um assunto paradoxal. Muito se fala sobre a inovação e o novo, mas também sobre como as melhores ideias nascem do óbvio e “por quê ninguém pensou nisso antes?”.   Ser criativo é uma...
LEIA MAIS

Inovação não é novidade

O QUE ESTÁ POR TRÁS DESSA PALAVRA QUE ENCONTRAMOS EM PESQUISAS CIENTÍFICAS TANTO QUANTO EM PLACAS NA RUA?   Finalmente parece que inovação é a palavra da vez. Mas é claro, sendo assim pela força do mercado e...
LEIA MAIS

Você não precisa errar para inovar

Um dos aspectos mais interessantes que têm surgido atualmente é a nova abordagem em relação ao erro. Artigos e falas calorosas associam a inovação ao erro contínuo e suas implicações. Inovar, segundo essas dissertações, é aprender a errar. Muito cuidado. Ao contrário...
LEIA MAIS

Os mitos que ajudam a entender a nossa época (Parte II)

Esse texto é a sequência da Parte I 4. Expurgo humano Pois bem, finalmente podemos dizer com base científica que o ser humano está esgotando o planeta. Esse fato veio a tona de forma muito sutil e simbólica – à parte guerras, poluição, pobreza e doença – escondido...
LEIA MAIS

Criatividade é um trabalho coletivo?

É POSSÍVEL PARA A MULTIDÃO CRIAR ALGO DE QUALIDADE?   A multidão de dados e de participantes já é realidade. Com novas tecnologias de inter-conexão e redes de informação, crescem as possibilidades para o uso dessa multidão como fonte de multidados. O termo...
LEIA MAIS

Copio sim, estou vivendo

EM GRANDE PARTE DO PROCESSO CRIATIVO, A CÓPIA NÃO É UM FIM EM SI PRÓPRIO, E SIM UM PONTO DE PARTIDA.   A cópia é a primeira coisa que fazemos enquanto vivemos. Copiamos a nós mesmos por toda nossa vida por meio de nossas células, de forma que, ao chegarmos no...
LEIA MAIS

Muitos conhecem a pergunta, todos têm medo da resposta

Uma pergunta sorrateira vêm roçando a nuca de pessoas e empresas há alguns anos. Uma pergunta simples, sem subterfúgios, que diz respeito ao modo como todos trabalham hoje, e também tem relação com aqueles lugares míticos onde trabalhar é ótimo, onde tudo é criativo,...
LEIA MAIS

5perguntas / Mario Kaphan Holocracia, a experiência do Vagas.com

SEM UM "MINDSET" DE DESAPEGO, A CULTURA NÃO SERÁ HORIZONTAL: ELA CONTINUARÁ SENDO DOMINADA PELO EGO Mario Kaphan    Apesar de levar o nome de gestão horizontal, onde a maioria dos funcionários de uma empresa tem cargos equivalentes, no caso da empresa brasileira...
LEIA MAIS

Holocracia – o fenômeno dos coletivos

Assim como muitas organizações coletivas que florescem atualmente, os coletivos povoam centros urbanos, trazendo novas perspectivas para a criatividade.  Pode parecer um fenômeno recente, talvez surgido com as manifestações culturais das décadas de 60 e 70, mas a...
LEIA MAIS

Só empatia não é suficiente (mas é um bom começo)

A EMPATIA TEM ALGUMAS CARACTERÍSTICAS INFELIZES – É PAROQUIAL, TACANHA E ANALFABETA FUNCIONAL. Paul Bloom   Conforme o pensamento do Design ganha relevância, também entram em cena termos e conceitos que são usados pelos designers para atuar de forma centrada no...
LEIA MAIS

Conheça o novo paradigma do Marketing: a participação

BASTA REFLETIR: TODA EMPRESA TEM QUE TER, LEGALMENTE, UM CONTRATO SOCIAL   "Ações", experiências, pegadinhas. Nos últimos anos, esse é o tipo de comunicação escolhida por empresas para se relacionar com seus consumidores. O viés intervencionista (quase cansativo) é...
LEIA MAIS

O complexo sabor da mudança

Nada permanece. Essa máxima faz refletir sobre a insconstância das coisas, mesmo aquelas que consideramos nunca mudar. De fato, quando pensamos a respeito, até mesmo uma rocha está em mutação. Tudo depende da perspectiva: para a rocha, o tempo tem outro impacto (em...
LEIA MAIS

O potencial da multidão está em encontrar cada ponto

Análise de Redes Sociais: é o estudo e compreensão de estruturas representativas de ligações abstratas e concretas entre algo(s), alguma(s) coisa(s) ou alguém(uns/umas). É uma ciência recente. Muitas descobertas das últimas décadas estão mudando a forma como...
LEIA MAIS

Educar ou aprender?

QUESTIONAR A EDUCAÇÃO É QUESTIONAR A SI MESMO   Na trilha dos novos questionamentos sobre a educação, documentários e artigos, muitos deles independentes, têm levantado o sinal de alerta no Brasil. Ainda que tardiamente, esses questionadores foram incitados por...
LEIA MAIS

Paranóia do autoconsumo

ENTRAMOS NESSE CICLO PERDIDO EM PETABYTES DE DADOS, CONSUMINDO A NÓS MESMOS EM FORMA DE PEDAÇOS DE AUTOAFIRMAÇÃO EM QUE NOSSOS AMIGOS DÃO UM “LIKE”. A paranóia surge como uma parasita de muitas bocas. Mas duas são bem visíveis e são, também, dois terminais da rede...
LEIA MAIS

Apenas começamos a alimentar nossa realidade

VIVEMOS EM UM PROGRAMA DE COMPUTADOR? SE NÃO, QUANTO TEMPO ATÉ ISSO SE TORNAR REALIDADE?   Há alguns milhares de anos, o ser humano começou a moldar o ambiente e fazer uso de objetos para ganhar vantagem evolutiva. Chamamos isso de tecnologia. Os objetos e...
LEIA MAIS

Seremos coisas na internet das coisas?

ATÉ ONDE OS MILHARES DE SENSORES PODEM NOS DIZER O QUE REALMENTE IMPORTA? Geladeiras, mesas, quadros, aparelhos de som conectados. Isso sem falar de objetos em linhas de produção, despósitos, estradas e uma infinidade de outras possibilidades. Anunciada como tendência...
LEIA MAIS

Contradesign: os ventos estão mudando

Estamos em uma mudança de era para o Design. Há alguns anos, os métodos e as principais vertentes da disciplina enfrentam uma transformação pautada pela informação. Novos nichos surgiram, como a abordagem do Design Thinking, Arquitetura de Informação, Visualização de...
LEIA MAIS

5perguntas / Alex Bretas e o multiverso da aprendizagem

Não há como negar as turbulências por que passa a Educação atualmente, espremida entre novas lógicas de acesso à informação e questionamentos sobre formatos e processos. É claro que em um ambiente de turbulências as pessoas buscam alternativas. É nesse contexto que...
LEIA MAIS

Cada um por si: o que será das agências de comunicação e marketing?

Em um momento em que agências ainda chamam seus clientes de anunciantes, e, no entanto, a própria mídia de massa, que leva os anúncios ao consumidor final, está começando a repensar seu modelo de negócio, voltar às raízes é uma forma de ter referência histórica....
LEIA MAIS

CRIATIVIDADE PARA TODOS

Uma curadoria online de ferramentas para todo tipo de criatividade!

CONHEÇA

Você não precisa errar para inovar

Um dos aspectos mais interessantes que têm surgido atualmente é a nova abordagem em relação ao erro. Artigos e falas calorosas associam a inovação ao erro contínuo e suas implicações. Inovar, segundo essas dissertações, é aprender a errar. Muito cuidado. Ao contrário...

ler mais

Educar ou aprender?

QUESTIONAR A EDUCAÇÃO É QUESTIONAR A SI MESMO   Na trilha dos novos questionamentos sobre a educação, documentários e artigos, muitos deles independentes, têm levantado o sinal de alerta no Brasil. Ainda que tardiamente, esses questionadores foram incitados por...

ler mais

Designers projetam para o que não importa

DESIGN É A CAPACIDADE DE MODIFICAR OS AMBIENTES PARA SATISFAZER NECESSIDADES E CRIAR SIGNIFICADO John Haskins   Se essa definição do design estiver próxima da correta, então estivemos fazendo um péssimo trabalho nos últimos 100 anos, pelo menos. Em todos os aspectos....

ler mais

Viver, fazer, morrer – desfazer

Quem presta atenção na maneira como mudamos nossa relação com o tempo nas últimas décadas deve ter percebido outro fenômeno. Com a aceleração exponencial com que estamos mergulhando no oceano tecnológico, nossa tolerância e paciência com coisas (antes) banais está...

ler mais

Saiba mais sobre inovação&criatividade.

Nunca mandamos spam. Abominamos spam. Aliás, se lembrarmos de enviar alguma coisa, deve ser algo muito, mas muito bom mesmo!

Inscrito com sucesso!