Ocupe o presente

Ocupe o presente

É MUITO MAIS FÁCIL IMAGINAR O FIM DO MUNDO QUE IMAGINAR O FIM DA ORDEM ATUAL Michael Hardt Quais os sintomas de uma nova ordem? Sabemos o suficiente sobre os processos históricos para saber se estamos à beira de uma nova ordem, uma revolução? Certamente teríamos...
Criatividade é um trabalho coletivo?

Criatividade é um trabalho coletivo?

É POSSÍVEL PARA A MULTIDÃO CRIAR ALGO DE QUALIDADE?   A multidão de dados e de participantes já é realidade. Com novas tecnologias de inter-conexão e redes de informação, crescem as possibilidades para o uso dessa multidão como fonte de multidados. O termo...
Por que gostamos tanto de listas?

Por que gostamos tanto de listas?

EM VEZ DE PROCURAR INFORMAÇÃO, PROCURAMOS OPINIÃO   Muita gente, informação, ruído, produto, propaganda, novidade. Não é à toa que ultimamente vemos listas de tudo. A ansiedade de filtrar, o alívio de estar seguro com uma informação mastigada e organizada. Esse é...
Seremos coisas na internet das coisas?

Seremos coisas na internet das coisas?

ATÉ ONDE OS MILHARES DE SENSORES PODEM NOS DIZER O QUE REALMENTE IMPORTA? Geladeiras, mesas, quadros, aparelhos de som conectados. Isso sem falar de objetos em linhas de produção, despósitos, estradas e uma infinidade de outras possibilidades. Anunciada como tendência...
Paranóia do autoconsumo

Paranóia do autoconsumo

ENTRAMOS NESSE CICLO PERDIDO EM PETABYTES DE DADOS, CONSUMINDO A NÓS MESMOS EM FORMA DE PEDAÇOS DE AUTOAFIRMAÇÃO EM QUE NOSSOS AMIGOS DÃO UM “LIKE”. A paranóia surge como uma parasita de muitas bocas. Mas duas são bem visíveis e são, também, dois terminais da rede...