Em design, uma das etapas mais importantes é a prototipagem. O significado da palavra, de origem grega, é algo como “primeira impressão” ou “primeira marca” (protós / typos). É o primeiro modelo de algo serve para dar substância às qualidades – boas ou ruins – da ideia.

 

@ Museé Rodin

 

PROTOTIPAR NÃO É APENAS TESTAR, MAS EXPERIENCIAR. tweet

 

Muitas vezes o protótipo é relacionado com projetos mirabolantes e secretos que servem muito bem a um propósito. Isso é exatamente o que ele não é. A razão de ser de um modelo piloto é justamente apontar falhas, interações e reações que dificilmente seriam captadas em outros tipos de simulação ou pelo pensamento. A prototipagem, em si, é também um tipo de simulação, mais próxima da realidade do objeto.

 

 

Existem diversas formas de prototipar, entre elas desenhar, moldar e esculpir. Artistas frequentemente fazem peças prévias à sua obra para estudar seus efeitos. A maior contribuição dessa prática é o real aprendizado da técnica, no mais velado estilo “é errando que se aprende”. Por isso mesmo, a relação dos primeiros modelos com o objeto final é sempre de evolução, pelo menos para ao autor.

 

©© Rodrigo Franco

Protótipo rápido (rascunho) de uma ideia. Veja a ideia aqui

 

Na dúvida, faça

 

Quanto ao protótipo, a tendência é pensar em um objeto com as caractéristicas mais próximas do final. Isso não é necessariamente verdade. Pode-se testar partes do projeto ou apenas algumas características.

 

Reza a lenda que um designer de uma grande empresa de aparelhos portáteis andava, no bolso, com um pedaço de madeira do mesmo tamanho e peso do produto que seria lançado. Ele queria sentir como seria a experiência do usuário com o objeto.

 

@ Harvard.edu

UM MODELO INICIAL SERVE, ANTES DE TUDO PARA APONTAR OS ERROS DE MANEIRA INTERATIVA. tweet

 

Muitas ideias mirabolantes são prontamente descartadas na prototipagem. Por outro lado, muitas percepções são anotadas e viradas no conceito são muito comuns. Projetos complexos exigem etapas obrigatórias de prototipagem, como as que envovlem aerodinâmica, com os túneis de vento simulando o comportamento do ar em modelos.

 

Há também tipos não óbvios de prototipagem. No documentário Super Size Me, Morgan Spurlock se dedicou efetivamente a comer apenas fast food e documentou os efeitos disso em sua saúde. Podemos dizer que ele prototipou um projeto final que seria o de uma pessoa com a saúde abalada por esse tipo de comida. Prototipar não é apenas testar, mas experienciar. No documentário, a própria experiência é o que gera interesse, e o fime a torna palpável, portanto um protótipo. Essa busca pelo modo de fazer as coisas – onde os modelos são as experiências em si – é reflexo de uma nova manifestação cultural que surgiu nas últimas décadas.

 

NOS INTERESSAMOS CADA VEZ MAIS POR COMO AS COISAS SÃO FEITAS. tweet

 

 

Informação e técnica de massa

 

Nos últimos anos, deflagrou-se um comportamento interessante: as técnicas de produção (e reprodução) tecnológica e de conhecimento se massificaram, dando origem a milhares de fazedores. O que chamamos hoje de Economia Criativa sustenta-se nesse fenômeno; outro exemplo é o código aberto (open source). Milhões de vídeos, músicas, imagens, objetos e outros bens culturais, são produzidos e misturados freneticamente por minuto.

 

O que acontece é que cada vez mais esses materiais estão servindo de modelo para que indústrias, empresas e marqueteiros os tomem como protótipos para produtos mais robustos. Muitas vezes, esses protótipos de massa fazem mais sucesso que projetos caros e bem construídos. Nesse novo comportamento, passamos a nos interessar mais pelo ato de fazer, como novos artesões cuja matéria prima é a informação. Milhares de pessoas estão tornando reais experiências com arte e tecnologia, muitas vezes unindo as duas, com simples objetivo de sentir sua ideia. Essa é uma era promissora para a prototipagem.

 

 

 

PROTÓTIPOS E ENSAIOS TEM SE TORNADO MAIS POPULARES QUE PRODUTOS CAROS E BEM ACABADOS. O FAZER IMPORTA MAIS QUE O PRODUTO. tweet

© © Rodrigo Franco

 

Outros caminhos

PURO – Uma nova era para quem gosta de fazer – artigo

 

Rapid Prototyping – wikipedia

Arduino – site

Raspberry Pi – wikipedia

Protótipo de Modelo de Negócio – Business Canvas – ferramenta

What ideas to prototype – artigo

How to develop a prototype – artigo

Impressão 3D – wikipedia

Littlebits – site

Super Size me – wikipedia

Designer estratégico, consultor, "especialista-generalista" em criatividade, empreendedor, facilitador, ilustrador e curioso. Fundador da CARBONO, uma plataforma colaborativa que une pessoas e empresas em um processo criativo de iniciativas e valores compartilhados e da Alquimia, uma curadoria de ferramentas e técnicas para empreendedorismo criativo. Saiba mais sobre mim AQUI

Saiba mais sobre inovação&criatividade.

Nunca mandamos spam. Abominamos spam. Aliás, se lembrarmos de enviar alguma coisa, deve ser algo muito, mas muito bom mesmo!

Inscrito com sucesso!