Quartier

Data
Mar 24, 2014
Categoria
poesia
Autor
Rodrigo Franco

Vira-lata é calçada que espana pessoas por minuto nessa tiquetaqueada pústula; eis que usa-se tombar latas na cidade como se houvesse láureas em ter-se na cara laca, verniz, óleos no tom do pastel. Nesse quadrado pequeno embalado postas de hotel-loja-loja-igreja-muro postes se oferecem sente-se cheiro de muro sirva-se, muro