Sérios

Ficam sérios seus olhos fere-os, ignora-os como todos os povos e seus xamãs Eis que escutar não lhe cabe tanto quanto abre Havia sol Havia sombra Havia paz mas tateando objetos úmidos de letras e chorume seguiu azedo por sua conta e cisco... fere-os, que uma lágrima seria um presente não fosse uma súplica Agora arde, que por dentro não há vidro nem força nem alma nem olhos em série

que façam ver