Coluna

Data
Categoria
Autor

Três vivas à coluna suicida que repica o hino Vem do leste sem prezar os maiores castigados portais Traz cabeças; honra seus nus seus torsos descabidos suas botas de granito Não preza ora muralhas, ora pantanais Respira em nuvens e transpira matagais Os cornos soam e os tambores Vai parar quando a um espelho