O meu bem

Data
Categoria
Autor

Enveredou por cortinas de areia entre teus olhos o meu bem Pelas praias de conchas que dizem uchhhhhhhh Está aqui agora, senta ao teu lado porque aqui esteve sempre Ouse admitir, uma vez que todas tuas lágrimas foram meu sal e que da ponta da língua, sob o sol da altitude te vejo, mas não por te olhar por querer