Manifesto unipresente

Data
Categoria
Autor

Pisou-se a Lua; não estava lá e das teorias soube-se; não estava lá Toda verdade foi comprovada outra vez; não estava lá Quando aplicaram a matemática e os helicópteros não estive Em todas as guerras e subterfúgios; não estava lá Nos grés das perpétuas muralhas, na grande explosão não pus a mão Perdeu-se a inocência, ganhou-se perdão; não pude Aos homens que decidem chamaram grandes; não estava lá aos que não chamaram, também não fui aos que chamaram resistência,  não me juntei não estava, não estive Que quer que compartilhe pode apenas se duvidar; existência