Conspiração

Data
Aug 22, 2008 4:42 PM (GMT)
Categoria
poesia
Autor
Rodrigo Franco

Saúde, me deseja a pomba franciscana que agita asas de penas de ganso macias Agita o ar das idéias e anuncia, Vai chover Com o conhecimento que não temos vê que os macacos se escondem por baixo das folhas Presságio Olham para mim ressentidas as janelas dos prédios abrem e fecham devagar seus olhos condescendentes, melados dessa conspiração urbana, desejam, Boa sorte Por entre dentes calçadas indigentes me abraçam ou me seguram de todas as vergonhas; Só as ganhas me asseguram paz gritam, de perto, Bem vindo, bem vai, bem fica quem trai