Despensa

Tenho 13 minutos para conceber um pão este ato de rebeldia chupa os cantos do meu fígado picante que não jejua Tenho esse pouco tempo para dizer quem sou a ninguém – ninguém me perguntou Ninguém teme a fome mais que aqueles que lambem seu nome em latas de estoque e apreço em cores fortes na despensa sem luz