Mosto

Indomável explosão violeta Os desenhos frouxos do seu guarda-chuva mostram-me o caminho ao apontar estrelas na calçada Torço-me a escaldar berços de falha em água fria Já me dizia, andas demasiado torto Pois o meu mosto é minha safra é meu paladar