Gene

E a boca evoluiu de uma ferida que aberta por milhares de anos enfim falou E os dedos que eram as cinco vontades que por eras dobraram tocam hoje o piano esticado ou tesam mil letras por folhas, por tento Os olhos, relicários do desejo, sendo espelhos de si mesmo verão como vítimas o desepejo do que foi um homem; porque a alma, ah essa evoluiu do medo o dedo a boca o olho o desejo