Ver do mar

Data
Apr 14, 2012 1:23 PM (GMT)
Categoria
poesia
Autor
Rodrigo Franco

Da sacada vê-se o mar Tem pessoas e flores Lava infinitamente suas idiossincrasias embebidas Quase todos desejam o mar, sem tê-lo nunca: o pescador drena o nadador corta o marinheiro sopra Restam apenas as crianças e os camarões