Argumento

Data
Nov 10, 2017 11:02 PM (GMT)
Categoria
poesia
Autor
Rodrigo Franco

O que prezo é aquele argumento lógico, preciso, a epítome do siso tórico Que parece cruzar o céu de batalha embandeirado de luz enquanto todos param e olham armas caem, e joelhos todos entendem, todos veem porém dos veteranos e dos velhos mesmo deles doem as canelas mesmo deles esquentam as orelhas É; sabem, todos não era lógica, afinal era um cheiro Mas cheiros não lembram a cor do que eram. Vão. Ficam espíritos, trincheiras seres que não se conversam