Bolinha

Data
May 29, 2018 3:12 PM (GMT)
Categoria
poesia
Autor
Rodrigo Franco

Achei na estante Era uma bolinha verde gordinha, mole molhada-seca e sua poeirinha assoprou-me um espirro de perto – seu toque era certo Entre os dedos foi o motivo e fim de tudo no tempo em que não sabia quem era Apertei, gentil com a graça de quem a ela devia a vida, a morte, apelo... em um grito desfez-se E hoje tenho apenas nos dois dedos um vazio